EXTRA! Aumento de preços em 01-02-2004

Atenção! Você está visualizando uma newsletter que foi enviada a todos os nossos clientes em 27/01/2004. Os preços e produtos desta newsletter eram válidos apenas até a data limite da mesma. Ao clicar em cada produto abaixo, você pode conferir o preço atual do mesmo em nosso site.

Cadastre-se para receber nossas newsletters semanais e fique por dentro das novidades e promoções da MicroSafe.

Enviar esta newsletter para um amigo
Ofertas MicroSafe
27/1/2004
   
 Novidades

Importante: Aumento da COFINS em 01/02/2004

Prezados Clientes,

Os preços constantes de nossa tabela de preços da semana de 26/01/2004, são válidos somente para o estoque disponível e para as vendas concretizadas até 30/01/2004.

A partir de 01 de fevereiro de 2004, conforme a Medida Provisória 135, de 30 de outubro de 2003, a COFINS passa a ser apurada com base na alíquota de 7,6%.

Isto terá impacto direto, tanto nos custos dos produtos nacionais como no dos importados, já a partir da próxima semana.

Você ainda tem esta semana para aproveitar nossos preços, antes dos aumentos que virão por aí, devido à elevação da carga tributária.

Importante:

Com o aumento acima, é esperado que os fabricantes demorem a nos repassar suas tabelas atualizadas, na próxima semana.

Durante o período que isso acontecer, não teremos como atualizar o site com os preços corretos. Logo, os preços do site deverão ser confirmados pelo telefone.

Tão logo a situação seja restabelecida à normalidade, com os aumentos já calculados, estaremos informando na página, e em nossa newsletter.

Leia mais sobre este assunto:

Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) estima que a elevação da alíquota da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) de 3% para 7,6% terá um impacto de cerca de 4% sobre os preços dos produtos eletroeletrônicos. Em especial, encaixam-se nessa categoria produtos das linhas branca, de imagem e som e portáteis.

De acordo com o presidente da Eletros, Paulo Saab, o custo adicional já deverá aparecer nas tabelas de fabricantes desses produtos a serem emitidas no próximo dia 1º de fevereiro. Ele considera inevitável o repasse da carga tributária - que, somado ao aumento de 0,65% para 1,65% na alíquota do Programa de Integração Social (PIS) chega a 9,25% do faturamento das empresas - pelos setores industriais, inclusive pelo fato do varejo acumular créditos com o fim da cumulatividade.

Saab também lembra que a indústria vem sendo pressionada pelos fabricantes de insumos, impossibilitados de absorver os custos produzidos pelo aumento da carga tributária. Os produtos que dependem mais intensamente de matérias-primas importadas, segundo o executivo, deverão sofrer maior impacto, já que não entrarão no sistema de compensação de créditos que passou a vigorar para a Cofins.

A nova alíquota da contribuição tem sido questionada também por outros setores, como os prestadores de serviços que serão os mais atingidos com a mudança.

 

MicroSafe :: Microinformática levada a sério, de APC a XIRCOM
http://www.microsafe.com.bremail: vendas@microsafe.com.br
PABX/FAX: (0xx21) 2258-8862